Future-se é tema de debate no Campus Chapecó

foto: CACS UFFS

Com a intenção de debater e esclarecer estudantes e docentes sobre o Future-se, o Centro Acadêmico de Ciências Sociais da UFFS promoveu nesta quinta-feira (17), no Campus Chapecó, uma mesa de debate sobre o programa, com o professor Danilo Enrico Martuscelli.
Danilo explicou o que muda nas universidades públicas que decidirem aderir ao Future-se, programa que pretende mudar o financiamento de pesquisa e desenvolvimento, tirando a responsabilidade do Estado e contando com o interesse de empresas privadas patrocinarem os estudos.
A grande preocupação da comunidade acadêmica se refere à falta de interesse em desenvolvimento de pesquisas em determinadas áreas, e sobretudo, a influência que esse financiamento terá sobre os estudos.
Para Martuscelli, um dos principais problemas do Future-se é a falta de informações na minuta que o descreve, já que não se sabe como irá funcionar a questão da gestão pelas Organizações Sociais e não há detalhamento sobre prestação de contas, entre outras questões.

ASSEMBLEIA
No dia 30 de outubro, a UFFS realiza assembleia com a comunidade acadêmica para saber a opinião de estudantes, técnicos, professores e comunidade regional sobre a adesão ao programa. Já no dia 31, o Conselho Universitário se reúne para definir se a UFFS irá aderir ou não ao Future-se.

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under EDUCAÇÃO, FUTURE-SE

ANDES-SN entra com interpelação judicial contra declarações do Ministro da Educação

O ANDES-Sindicato Nacional entrou esta semana com uma Interpelação Judicial, contra as últimas declarações do Ministro de Estado da Educação, Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub, que se referenciou, entre outras coisas, à(o)s professore(a)s como “Zebras Gordas” e que à(o)s acusou, de só trabalharem 8 horas.
A ação, de acordo com o Andes, pretende buscar explicações sobre as declarações proferidas, na qualidade de Ministro de Estado da Educação, atribuindo aos salários de alguns professores universitários vinculados a Universidades e Institutos Federais de Educação Superior (IFES) o grande problema da educação superior no Brasil, afirmando, em acréscimo, que estar-se-ia gastando “uma fortuna” com um “grupo muito pequeno de pessoas”. As falas foram proferidas durante o 21º Fórum Nacional de Educação Superior Particular.
O documento requer que o ministro confirme, retrate, retifique ou explique as afirmações proferidas.

Deixe um comentário

Filed under EDUCAÇÃO, NACIONAL

CONSUNI reitera aprovação do pedido de destituição com aprovação de ata da Sessão Especial

Aprovação ocorreu durante Sessão Ordinária do Conselho Universitário

Em Sessão Ordinária realizada na tarde desta quinta-feira (17), o Conselho Universitário da UFFS aprovou a ata da Sessão Especial do Consuni, realizada no dia 30 de setembro e que deliberou pela aprovação do pedido de destituição de Marcelo Recktenvald.
A aprovação do documento reitera a decisão tomada pelo Conselho, de encaminhar à Presidência da República o pedido para que o reitor seja destituído.
O documento reforça que a Sessão Especial continuou após o presidente ter abandonado a reunião e reitera que o entendimento da maioria dos conselheiros é de que o número de conselheiros com direito a voto naquela sessão era de 51 e não 54, como afirmava a mesa presidente. Dessa forma, o número de votos necessários à aprovação do pedido de destituição era de 34, tendo sido aprovado o pedido com 35 votos favoráveis e 12 contrários.
A partir da aprovação, o presidente do Conselho deverá encaminhar o pedido ao presidente da República, para que proceda ao ato de destituição.

Confira trecho da ata aprovada:

“Após a conferência do quórum, constatado em 41 conselheiros com direito a voto, o conselheiro Vicente apresentou ao Pleno seu pedido de recurso e este foi posto em votação. (…)
Esclarecida a proposta, entrou-se em regime de votação com as seguintes opções: Proposta 1 – considerar 54 conselheiros com direito a voto e Proposta 2 – considerar 51 conselheiros com direito a voto. A votação teve o seguinte resultado: Nenhum voto na Proposta 1, 37 votos na Proposta 2 e 4 abstenções. A presidenta, portanto, frente ao resultado desta última votação, declarou aprovada pelo CONSUNI a Proposição à presidência da república de destituição de Marcelo Recktenvald da condição de reitor da UFFS, com 35 votos favoráveis, 12 votos contrários e 2 abstenções”

Deixe um comentário

Filed under CONSUNI, EDUCAÇÃO, NOTÍCIAS

Comissão de Educação da Câmara Federal envia Indicação ao Poder Executivo sugerindo a destituição de reitor da UFFS

A Comissão de Educação da Câmara Federal aprovou em Reunião Deliberativa Ordinária na manhã desta quarta-feira (16), o envio de uma Indicação ao Poder Executivo sugerindo a destituição de reitor na Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS.
De autoria dos deputados Pedro Uczai (PT-SC) e Margarida Salomão (PT- MG) e subscrita pelo deputado Waldenor Pereira (PT- BA), o documento indica que o presidente da república proceda a destituição em defesa da autonomia universitária, da gestão democrática do ensino público, do interesse público e da função social da universidade.
Resgatando todo o processo de luta que levou à aprovação da destituição de Marcelo Recktenvald pelo Conselho Universitário da UFFS, os autores da proposta justificam no documento que essa solicitação atende a vontade da comunidade expressada na consulta prévia, além de constituir método eficaz para viabilizar a normalização do funcionamento institucional.
Em trecho da justificativa, os proponentes destacam que a proposta de destituição do reitor feita pelo Consuni tem o “propósito de afirmar a ordem democrática na instituição e preservar o atendimento do interesse público”, já que “a comunidade universitária não o reconhece como legítimo para ocupar o cargo”.

Deixe um comentário

Filed under EDUCAÇÃO

Evento debate resolução do Conselho Nacional de Educação

GT Políticas Educacionais e Documentos Indutores das Políticas de Formação de Professores, do Fórum das Licenciaturas, e o Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP), do Campus Chapecó, promovem debate sobre resolução do Conselho Nacional de Educação que estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais e Base Nacional Comum para a Formação Inicial e Continuada de Professores da Educação Básica.

Confira a resolução na íntegra

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Conselho Universitário vota ata de Sessão Especial sobre destituição nesta quinta-feira (17)

Com aprovação da ata, a proposição de destituição será enviada à Presidência da República

Em Sessão Ordinária agendada para esta quinta-feira (17), o Conselho Universitário da UFFS (CONSUNI), deverá, como acontece em todas as sessões, aprovar a ata da reunião anterior.
Neste caso, a votação é especialmente importante, pois com a aprovação da ata a documentação para a proposição de destituição estará completa e poderá ser enviada à Presidência da República.
Será importante ainda para resolver a controvérsia aberta pelo desrespeito flagrante da decisão do Conselho por Recktenvald e sua equipe. Mais informações sobre esse caso podem ser obtidas na nota conjunta da SINDUFFS e do SINDTAE sobre o tema.

NOTA DE REPÚDIO E ESCLARECIMENTO

SINDUFFS e SINDTAE vem por meio desta esclarecer que a publicação da decisão de não aprovação de destituição do reitor pelo Conselho Universitário, realizada pelo presidente da sessão, Claunir Pavan, Pró-Reitor escolhido por Marcelo Recktenvald no exercício da presidência, não condiz com o ocorrido na Sessão Especial do dia 30 de setembro. Nesta sessão, os conselheiros aprovaram a proposição de destituição de Recktenvald por 35 votos a 12.
A publicação baseia-se em um desrespeito flagrante da decisão do Conselho e em uma interpretação equivocada dada pela presidência dos trabalhos à quantidade de membros do Conselho com direito a voto. Está claro no Regimento Interno do Consuni que a maioria qualificada de 2/3 se dá com “a anuência de, ao menos, 2/3 (dois terços) de todos os membros com direito a voto no respectivo órgão colegiado” (Art. 36, §4º, III, c).
Ao não atentar para isso, o presidente calculou os 2/3 sobre o total de cadeiras do Conselho, e não sobre os conselheiros com direito a voto. Quando, devido a essa interpretação equivocada, o Presidente da sessão anunciou que a proposta não havia sido aprovada, imediatamente foi levantada uma questão de ordem com base no dispositivo do regimento citado acima, informando que a proposta havia sido aprovada ao atingir 2/3 dos conselheiros com direito a voto. Como a mesa não acolheu o recurso e abandonou a sessão, a presidência dos trabalhos foi assumida pela conselheira com mais tempo na UFFS, que colocou em votação o entendimento do conjunto dos conselheiros sobre o tema, ambos procedimentos previstos no regimento. O resultado foi de 37 conselheiros (de 41), favoráveis ao entendimento de que o número de conselheiros com direito a voto na sessão era de 51, bastando assim 34 votos para a aprovação do pedido de destituição. A decisão do pleno definiu a posição do Conselho, não cabendo de forma alguma à presidência publicar seu entendimento.
Trata-se de mais uma manifestação de uma visão autoritária da universidade, desrespeitando os processos democráticos e as regras mais básicas do funcionamento dos órgãos colegiados. Recktenvald e sua equipe se escondem atrás de seu desconhecimento para tentar fazer valer sua vontade de permanecer no cargo, em detrimento da posição manifestada pela ampla maioria da comunidade universitária.
Sem estar surpresos, repudiamos mais essa atitude autoritária. Temos certeza que na próxima sessão, a ser realizada no dia 17 de outubro, o Conselho Universitário da UFFS saberá dar a devida resposta aos que atacam a democracia e autonomia universitária.
Diretoria da SINDUFFS e SINDTAE

Para mas informações recomendamos o acesso ao vídeo explicativo sobre o assunto:

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Reitoria diz ter liberado atividades no prédio do antigo Bom Pastor

A SINDUFFS recebeu na quinta-feira (10), retorno sobre o ofício protocolado no dia 20 de setembro, solicitando que a decisão de cancelar as atividades no prédio da reitoria fosse revista. No documento de resposta, a reitoria afirma que os espaços já foram liberados e estão sendo usados normalmente.
Durante o período em que as atividades foram impedidas, a medida gerou transtornos para estudantes e docentes, já que lá eram realizadas aulas e atividades regulares como cursos de línguas e especializações.
Por isso, a SINDUFFS fez novo questionamento à reitoria pedindo se já houve a divulgação da liberação para que os docentes e estudantes possam retomar a programação feita previamente.

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized