[Convocatória] Assembleia Geral dos Docentes da UFFS

SINDUFFS convoca: 

Assembleia Geral dos Docentes da UFFS

Data: 27 de setembro de 2016
Hora: 17h
Locais: Campi da UFFS (simultaneamente)

Pautas: 1) Informes; 2) Deliberação sobre a paralisação no dia 29/09 ; 3) Posição da categoria sobre a Greve Geral
assembleia-27-9-16

Deixe o seu comentário

Filed under Uncategorized

Mobilizações na UFFS em 22 de setembro: dia nacional de paralisação contra a retirada de direitos

Convidamos todas e todos para participar e somar nas atividades deste dia 22 de setembro contra a retirada de direitos dos trabalhadores na UFFS.
 
Fora Temer!
Contra a PEC 241 e PLP 257 (PLC 54)!
Contra as reformas da previdência e trabalhista!
Pela Escola sem Mordaça!
 
Atividades no campus Chapecó:
 

15:30 – Formação do núcleo de base do SINDUFFS em Chapecó (sala de convivencia do bloco dos professores)

16h – Debate sobre conjuntura política com o SINDTAE, DCE e SINDUFFS

Outras atividades estão sendo organizadas nos demais campi da universidade. Os Técnicos Administrativos em Educação (TAEs) irão paralisar suas atividades conjuntamente com outras categorias de trabalhadores neste dia 22 de setembro, dia nacional de paralisação contra o ajuste fiscal e a retirada de direitos, chamado pelas centrais sindicais. 
anexo2-circ303-16

Deixe o seu comentário

Filed under Uncategorized

Docentes da UFFS planejam atividades de mobilização em 22/9, dia de paralisação nacional de diversas categorias

     Na tarde desta terça-feira (20/9), docentes da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) estiveram reunidos na sede da SINDUFFS para debater questões relacionadas ao cotidiano dos professores/as na universidade e também para discutir a mobilização da categoria frente ao cenário nacional de golpe institucional e de ataque aos direitos dos trabalhadores em nome do ajuste fiscal que vem sendo proposto pelo governo.

     Participaram do encontro docentes dos campi de Chapecó e Erechim. Os professores afirmam que na atual conjuntura é preciso aumentar a organização coletiva e de classe para que a categoria possa participar efetivamente das decisões institucionais na UFFS.  Eles demandam mais diálogo com a atual gestão da universidade neste sentido. 

     No cenário nacional, esta unidade de classe também está relacionada com a organização da luta frente ao golpe institucional e da tentativa de retirada de direitos sociais e trabalhistas, que tramitam no Congresso Nacional através de Projetos de Lei e Propostas de Emendas Constitucionais. “Foi um importante momento do discussão da conjuntura nacional e também das demandas locais dos campi trazidas ao SINDUFFS pelos professores”, analisa o docente Fernando Vojniak, um dos coordenadores de organização da Seção Sindical.  

Paralisação nacional em 22 de setembro

     Um dia de paralisação nacional está sendo convocado pelas centrais sindicais para o dia 22 de setembro. Na UFFS, a categoria dos Técnicos Administrativos em Educação (TAEs) estará parada no dia 22, – leia no link: goo.gl/DE4poe) – dando continuidade a adesão ao movimento nacional de paralisação dos TAEs. A categoria já realizou paralisações na UFFS nos dias 12, 13 e 14 deste mês.

     Neste dia 22 os professores promovem atividades para a formação dos núcleos de base da Seção Sindical nos campi da universidade e convocam todos e todas para também participarem das atividades programadas durante a paralisação dos TAEs. 

Núcleos de base da SINDUFFS

     Outro ponto discutido e encaminhado na reunião foi a formação de Núcleos de Base da SINDUFFS nos diversos campi da universidade. Estes núcleos de base farão a articulação política da categoria, tendo como objetivo promover debates, fomentar discussões de classe e da conjuntura nacional e também de questões relativas ao cotidiano dos professores na UFFS, condições de trabalho e a organização coletiva para fazer o enfrentamento destas questões. “Temos a característica na UFFS de ser uma Seção Sindical multi-campi. Estes núcleos de base servirão para dar força coletiva de participação dos docentes na organização da categoria, com o planejando de ações locais nos campi sem que necessariamente a diretoria da Seção Sindical esteja envolvida”, diz Vojniak.

20160920-0001

Deixe o seu comentário

Filed under Uncategorized