Docentes da UFFS paralisam atividades por um dia em apoio ao movimento grevista nacional

Os dias 27 e 28 de agosto foram marcado por mobilizações, atos e marchas de Servidores Públicos Federais [SPFs] em todo o Brasil (acompanhe no site http://grevenasfederais.andes.org.br). O movimento grevista nacional dos docentes federais está em greve há exatos 3 meses. Com o objetivo de unir forças com as mobilizações nacionais que lutam pela educação pública de qualidade, os professores da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) realizaram um dia de paralisação das atividades em Chapecó. As atividades foram organizadas em conjunto com outras categorias de SPFs em greve, como por exemplo os Técnicos Administrativos em Educação (TAE’s) da UFFS e o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), nesta quinta (27).

Na parte da tarde , uma atividade de formação conjunta entre a UFFS e IFSC foi realizada no campus do IFSC. O professor da UFFS, Danilo Martuscelli, ministrou uma palestra com a temática “Que Crise é Essa?”, para fomentar o debate entre os servidores públicos federais (SPFs) sobre os cortes orçamentários na educação pública promovidos pelo governo federal que já chegam a ordem dos R$11 bilhões, sob justificativa do ajuste fiscal, e  como isso deve impactar as instituições de ensino superior.

Após a palestra houve um momento de discussão e interação entre os trabalhadores das instituições federais de ensino de Chapecó e região. “Nessa atividade, além das análises conjunturais importantes para formação dos participantes e do movimento grevista, foi unânime que a proposta de negociação do governo não está a nosso contento”, relata a técnica-administrativa da UFFS, Dariane Carlesso. A proposta do governo ao movimento grevista é um reajuste salarial de 21,7% dividido em 4 reajustes anuais. Os grevistas reivindicam 27% de aumento, a ser pago já no próximo ano, para repor as perdas inflacionárias sofridas desde 2012, ano do último reajuste. Segundo os grevistas, também não há indicativa por parte do governo de abrir negociação das outras pautas específicas do movimento.

No campus da UFFS Chapecó, ainda na parte da tarde, os docentes realizaram uma assembleia local da categoria para debater o ajuste fiscal e seus impactos dos cortes no orçamento da educação nas IFEs e também sobre a dificuldade em negociar com o governo as questões de carreira e salário. “A ideia é criar uma agenda de encontros periódicos para seguir com o debate destes temas dentro da universidade”,  afirma o professor da UFFS, Igor Catalá. O próximo encontro dos docentes está marcado para o dia 4 de setembro.

Na parte da noite, docentes, TAEs e movimento estudantil organizaram uma aula pública sobre a crise na educação e os recentes cortes orçamentários no setor.

IMG_7008

IMG_6999

IMG_6994

Fotos da aula pública na UFFS Chapecó

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s