UFFS: aumentam mobilização e adesão à Greve Geral do dia 28/04

Nesta sexta-feira (dia 28) trabalhadores, trabalhadoras e estudantes irão paralisar suas atividades, aderindo à Greve Geral convocada em unidade pelas centrais sindicais e movimentos sociais. Mobilizações, passeatas e protestos contra as reformas Trabalhista e da Previdência Social irão acontecer durante todo o dia em diversas cidades brasileiras.

Nos campi da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) a mobilização é intensa e crescente, com cada vez mais estudantes, docentes e técnicos administrativos aderindo ao dia de greve geral que se aproxima.  Quanto a categoria dos professores, o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN) orientou que todas as sessões sindicais realizassem rodadas de assembleias para definirem a adesão à paralisação do dia 28 de abril. Até o momento dezenas de seções sindicais do ANDES-SN já aprovaram a participação nas mobilizações do dia 28. Na UFFS, os campi de Chapecó, Erechim, Realeza e Laranjeiras do Sul realizaram assembleias locais e definiram pela paralisação do trabalho e adesão à Greve Geral. “Os Docentes estão realizando atividades de mobilização nos campi, com panfletagens, rodas de conversa, oficinas de produção de materiais para os atos, etc. Acreditamos que adesão dos docentes nesse dia será grande e que a UFFS participará, com todos os seus segmentos, nas atividades do dia 28” afirma Leonardo Santos, professor do campus Chapecó.

A chamada de uma greve geral tem como objetivo mobilizar todas as categorias de trabalhadores e outros cidadãos que serão afetados pelas reformas Trabalhista e da Previdência Social. Uma mobilização grande e representativa é fundamental para barrar os ataques aos direitos sociais, por isso torna-se importante a mobilização e participação nos atos e atividades deste dia 28.  “No caso específico das Universidades Federais, os cortes no orçamento realizados pelo governo podem inviabilizar no curto prazo o funcionamento das IFES. Se não nos mobilizarmos agora corremos o risco de regredirmos muito nos direitos sociais que foram conquistados com muita luta. É com luta que conseguiremos resistir pra mantermos esses direitos”, destaca Santos.

Programação da Greve Geral em 28 de abril:

Chapecó: Ato – concentração às 9h na Praça Coronel Bertaso

Erechim: Ato – concentração às 13h na Praça da Bandeira

17952006_1465901736764647_6383349117972400959_n

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s