UFFS em luta: em defesa da democracia e da autonomia universitária

WhatsApp Image 2019-09-28 at 06.11.47

Conselho Universitário vota o pedido de destituição do Reitor nomeado nesta segunda, dia 30

No dia 30 de agosto, a Presidência da República nomeou para o cargo de Reitor da UFFS Marcelo Recktenvald, terceiro colocado na lista tríplice. Marcelo apesar de ter sido pró-reitor por sete anos da gestão anterior, apresentou-se como aquele que iria acabar com o aparelhamento ideológico e tirar a universidade de seu “mundo à parte”. Apresentou-se como aquele que traria as diretrizes do governo Bolsonaro para a universidade, em especial apoiando o Future-se.

A resposta da universidade foi rápida e contundente. O movimento estudantil deliberou em Chapecó nesse mesmo dia a ocupação do prédio da Reitoria. Na semana seguinte, assembleia de docentes e técnicos deliberaram pelo repúdio à nomeação e uma serie de atividades de mobilização. Uma onda de assembleias e paralisações estudantis passou pelos campi da UFFS. Ao mesmo tempo, colegiados de curso, conselhos de campus e, por fim, o próprio conselho universitário, assinaram manifestações em repúdio à nomeação de Recktenvald.

A Ocupação do prédio da Reitoria ocorreu entre 30 de agosto e 20 de setembro. Nesse período ocorreram uma serie de mobilizações que podem ser acompanhadas no boletim especial, na página https://sinduffs.net ou nas páginas do Movimento Ocupa UFFS e da própria SINDUFFS no facebook.

O processo de desocupação ocorreu a partir da aprovação no Conselho Universitário das principais reivindicações do movimento. Entre tais reivindicações está a realização, no dia 30 de setembro, de sessão especial do Consuni para apreciar o pedido de destituição de Marcelo Recktenvald do cargo de Reitor, sessão que deve ser precedida de assembleias da comunidade universitária em todos os campi.

Com participacão de 1.733 pessoas, 1.633 se manifestaram a favor da destituição nas assembleias. Na próxima segunda, dia 30, a aprovação do pedido de destituição necessita do voto de 2/3 dos conselheiros.

A luta travada na UFFS é parte do movimento nacional contra as nomeações arbitrárias de Reitores da universidade, desrespeitando a decisão da comunidade universitária. No caso da UFFS, há uma combinação de várias frentes de luta, algo decisivo para o avanço da mobilização.

Enviamos abaixo uma compilação de documentos importantes para compreender o processo. Nos colocamos à disposição para maiores esclarecimentos.

1) Documentação produzida e compilada pela comissão do Consuni da UFFS responsável por fundamentar a proposta de destituição de Marcelo Recktenvald do cargo de Reitor a ser apreciada na Sessão Especial do dia 30 de setembro
– Fundamentação apresentada ao Conselho Universitária para fundamentar a destituição e seus anexos
– Outras moções, notas e manifestações contrárias à nomeação
– Nota explicativa sobre procedimento de destituição
2) Boletim Semanal SINDTAE-SINDUFFS (Impresso) de 26 de setembro. Informações sobre convocação das assembleias da comunidade universitária, cronologia do processo de luta contra a nomeação arbitrária desde 30 de agosto e perguntas/respostas para fundamentar a destituição.
3) Site da SINDUFFS e página do Facebook do Movimento Ocupa UFFS e SINDUFFS. Desde o dia da nomeação de Marcelo Recktenvald, o site vem publicando postagens diárias sobre o tema, permitindo acompanhar o dia a dia da mobilização, editada em Boletim diário. As páginas do facebook igualmente fazem o acompanhamento diário.

Diretoria da SINDUFFS

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under EDUCAÇÃO, Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s