NOTA DE REPÚDIO A PERSEGUIÇÃO POLÍTICA DE SERVIDORES DO CAMPUS DE ABELARDO LUZ DO IFC

A ação da Polícia Federal nesta quarta-feira(16/08), que apreendeu celulares, computadores e quebrou o sigilo de informações dos servidores Ricardo Scopel Velho e Maicon Fontaine, lotados no campus Abelardo Luz do Instituto Federal Catarinense (IFC), configura explicitamente um caso de perseguição política. A ação policial  foi baseada em um despacho da Justiça Federal de Santa Catarina que acusa os dois servidores de permitirem a “ingerência” do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) na gestão do Campus. Os servidores foram afastados temporariamente de suas funções por esse motivo. Os argumentos da Justiça Federal desconsideram a luta da sociedade brasileira pela gestão democrática das instituições públicas de ensino. Os projetos pedagógicos e as propostas de novos cursos devem contar com a participação da sociedade civil. A gestão democrática na educação prevê justamente o envolvimento das comunidades atendidas por essas instituições na construção do planejamento político/pedagógico e na participação ativa no desenvolvimento dessas instituições de ensino.

Tal ação é resultado do clima persecutório que existe hoje no país à livre atividade docente e a gestão democrática na educação. A diretoria da SINDUFFS repudia a perseguição política e se solidariza com os colegas.
CEnsura-do-PT-e1367326978991
Anúncios

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

[Convocatória] Assembleia Geral da Sinduffs

Data: 16 de agosto (quarta-feira) 
Hora: 15h45
Local: Auditório do Bloco B (campus Chapecó)

* Haverá transmissão por videoconferência para todos os campi da UFFS

Participe!

assembleia 18ago

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

[30 de Junho] Manifestação contra reformas Trabalhista e da Previdência em Chapecó/SC

No dia de 30 de junho, dia de mobilizações e paralisações nacionais contra as reformas Trabalhista e da Previdênia do governo Temer, centenas de pessoas participaram da atividade programada em Chapecó. Com trancamento do trevo de acesso à rodovia BR-282 e da garagem de uma das empresas de transporte público, os manifestantes fizeram pressão pela manutenção dos direitos trabalhistas e previdenciários conquistados através de muita luta, agora ameaçados pelo pacote de austeridade do governo federal.  

O dia de protesto foi organizado pelos sindicatos, movimentos sociais e estudantis do campo e da cidade, com participação da Seção Sindical dos Docentes da UFFS. Durante a manifestação, somaram-se aos presentes docentes, estudantes e técnicos administrativos da UFFS Chapecó. 

Nas fotos, manifestantes promovem o trancaço da BR-282, em Chapecó/SC. 

30J 130J 230J 3

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized